Um Tributo aos Cinco Anos de Musculação Solinca

Sumário:

Uma pequena reflexão do trabalho realizado em todos estes anos e o agradecimento a quem colaborou comigo.

Era uma vez…

Uma quinta-feira, 8 de Maio de 1996, entrava em funcionamento a sala de musculação do recém formado Health Club Solinca. Nesse dia apareceram apenas 3 alunos para treinar, 2 dos quais ainda se encontram connosco.

Assim começou a musculação nesta cadeia, devagar, mas crescendo sempre de forma sólida. Durante o mês de Maio desse ano, começaram a efectuar programas de treino 32 homens e 22 mulheres. Totalizando uma média diária de 7,5 treinos.

A pequena sala encerraria em Julho/Agosto de 1999 devido ao facto da sua lotação e capacidade instalada já não dar resposta à procura dos sócios.

Por cá treinaram muitos famosos: cantores como Michael Bolton ou Daniela Mercury. Desportistas como os Globetrotters e a equipa Subaru ou o Bayern de Munique. Bem como alguns presidentes de repúblicas Sul-Americanas. Mas, foram os professores e os nossos sócios, que tornaram possível a passagem de uma pequena sala para a melhor sala de musculação do País.

Quando começamos, apenas o Prof. Paulo Sena trabalhava cerca de 4 das 15 horas em que o clube estava aberto diariamente. Hoje são 13 os professores que cobrem a totalidade das 15 horas e durante todos os dias do ano em que o clube se encontra em funcionamento: Sábados, Domingos e Feriados. Onde havia apenas 12 peças de material cardiovascular, existem agora 76; de 17 máquinas de musculação, passamos para 40, com mais pesos livres. E agora possuímos uma área que passou de 125 para 650 m2 com cardiotheatreTM e 15 televisões quando apenas havia 2.

Continuamos a procurar tornar um sonho realidade…

Uma sala de musculação onde convivem jovens e seniores, homens e mulheres, mais aptos e menos aptos, pessoas com mais e menos potencial, ectomorfos, mesomorfos e endomorfos, todos respeitando-se e ajudando-se mutuamente. Uma sala com o melhor equipamento disponível no mercado: tapetes que rolam até ao infinito sem se cansarem, máquinas de musculação de resistência variável onde uma série vale por muitas mais nas máquinas tradicionais, pesos livres que perduram séculos para ajudarem os alunos a melhorar a sua funcionalidade.

Tudo num ambiente não intimidatório, onde ninguém atira os pesos para o chão, onde estes se encontram sempre arrumados, onde ninguém grita, ninguém faz cara feia por ter que deixar outro aluno utilizar o “seu” banco de supino, onde não existem áreas para os fortes ou para os fracos, com um aspecto limpo e higiénico, onde o ar é rapidamente renovado e a temperatura é agradável, fazendo sentir que não estamos num espaço fechado. Um ambiente não agressivo, onde todos aqueles que não se sentem à vontade para entrar noutros locais, aqui se dispõem a treinar, pois aqui há gente como eles, gente de aspecto comum, que não se vem exibir, que não é melhor nem pior do que a outra gente.

Uma sala de musculação onde os professores com formação superior e experiência de trabalho (reflexão sobre as várias experiências de vida), tratam todos por igual, servem novos e velhos, meninas bonitas e meninas menos bonitas, menos válidos e mais válidos, de forma acolhedora, não repelente, dispostos a ajudar e a colocarem todos os seus conhecimentos em campo. Um grupo de professores que trabalha arduamente, de forma organizada, em vez de funcionar como guarda de máquinas (como se vê noutros locais) funciona de forma coerente, como equipa, respeitando os princípios de treino, um grupo de professores que não anda a vender suplementos alimentares, nem a enganar ninguém. Um grupo de professores que advoga funcionalidade em vez de estética, qualidade em vez de quantidade, intensidade em vez de volume, actuando de forma sincera e com integridade, não fazendo promessas que não pode cumprir, sem lhe dizer que vai perder as reservas de gordura durante o treino, sem lhe dizer que vai perder a barriga em duas semanas, sem lhe recomendar produtos milagrosos, sem fazer bajulação.

Isto, porque acreditamos no trabalho a longo prazo, porque sabemos que todos podem treinar musculação até ao final dos seus dias, devido ao controlo e segurança que esta permite. Pois, no que toca a mudar o corpo, não há atalhos, temos de fazer coisas às quais ele não está habituado, temos de utilizar uma forma de treino que seja ao mesmo tempo segura e eficaz.

Consideramos que o ser humano é um ser bio-psico-social, e como tal tem de ser respeitado, não é uma máquina, por isso não podemos transpor os treinos dos campeões para eles, pois sabemos o quanto é difícil passar da teoria à prática, passar do ideal ao real.

Aqui procuramos mudar a vida das pessoas, para que estas vivam com mais qualidade de vida, mantendo ou melhorando a sua funcionalidade, para que melhor possam desfrutar das outras coisas boas da vida sem terem de passar o dia no ginásio: apenas uma hora duas ou três vezes por semana é aquilo que a maioria necessita.

Queremos ser um local onde famílias inteiras vêm treinar, queremos ser um local onde há amor e onde cuidamos das populações especiais: diabéticos, grávidas, idosos, pessoas em fase de reabilitação, pessoas com problemas cardíacos, pessoas com problemas ósseos e articulares, para que essas pessoas cheguem ao fim do dia com mais energia, para que sejam capazes de desempenhar as tarefas do dia a dia com maior facilidade e mais empenho, para que melhorem a sua auto-estima, para que possam correr atrás dos filhos e dos netos, para que sejam capazes de se divertirem, de jogar o seu ténis, o seu futebol, de irem jantar com os amigos sem medo de acumular um kilo, para que sejam mais fortes e enérgicos e se tiverem de ser campeões de uma modalidade que o sejam, mas sobretudo que sejam campeões da vida.

Já nos chamaram o ginásio dos velhos, já nos chamaram muitos nomes, mas nós sabemos que somos o ginásio do futuro, e não é por acaso que chegamos até aqui. Sempre quisemos ser diferentes. Só desejamos que nos deixem continuar a tornar o sonho realidade, pois, já estamos mais perto.

Por fim gostaria de agradecer a todos os professores efectivos e estagiários que por aqui passaram: António Morais, Robson Barroso, Marcelo, Vasco Monteiro, Nuno Tavares, Filipe Ribeiro, Ricardo Cunha, Miguel Sousa, Artur Rodrigues, Célia, Vitor Íncio, Laura, Carlos Rino, Henrique Santiago, Pedro Cardoso, Pedro Barros, Alexandre Ribeiro e Rui Moura. Agradecer também a todos aqueles que directa ou indirectamente contribuíram para as coisas boas da realidade que encontramos na musculação Solinca – Porto actualmente.

FECI QUOD POTUI FACIANT MELIORA POTENTES

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s