Curso – O Treino de Força no Futebol

O Treino de Força no Futebol
Preletor: Professor Doutor Paulo Sena
Datas: 2 e 9 de julho, das 9h-13h e 14h-18h
Local: Guimarães
Creditação: IPDJ para Treinadores de Futebol e IPDJ para Técnicos de Exercício Físico
Preços: 50 euros (público em geral); 40 euros (alunos e ex-alunos IESF).

INSCRIÇÕES

Acreditação IPDJ:

  • 3,2 UC’s para Treinadores de Futebol ( específico );
  • 3,2 UC’s para Técnicos de Exercício Físico;
  • 6 horas ( 3 + 3 ) para Professores de Educação Física.

IMPORTÂNCIA DO TEMA

A força é a mais generalista de todas as adaptações atléticas. Todas as outras capacidades físicas dependem, em diversos graus, da produção de força dentro do ambiente físico. 

O futebol é um misto de arte e esforço, mas tem das mais elevadas taxas de lesão por praticante e hora de prática.

Muitos indivíduos procuram imitar movimentos desportivos no ginásio com pesos ou cargas adicionais na esperança que desta forma se tornem mais fortes e mais rápidos nesses movimentos. Não parece que seja esta a via mais adequada, pois o transfer de um movimento desportivo executado com uma bola medicinal para o mesmo movimento efectuado com a bola de jogo, é muitas das vezes negativo no padrão motor que permite, por exemplo, realizar a tarefa de remate. Claro que, se não houver força suficiente nos músculos, por muito treino técnico que se realize, dificilmente se conseguirá fazer deslocar a bola a grande distância ou grande velocidade. 

Para lançar, passar, saltar, para ganhar segundas bolas, para vencer duelos 1×1, para a antecipação, para chegar mais rápido, necessitas força. O equilíbrio, a velocidade, a agilidade, têm por base a força. Até para teres mais confiança necessitas força.

Se a força melhora, todas as outras capacidades melhoram com ela. 

CONTEÚDOS DA AÇÃO

  • A força no futebol.
  • Treino funcional no futebol.
  • Anatomia aplicar no treino de força no futebol.
  • Técnica de execução dos movimentos básicos com o peso do corpo.
  • Técnica de execução dos movimentos com barra.
  • Adaptações do treino de força.
  • O treino de força e treino funcional em crianças e jovens.
  • A força como forma de aumentar o potencial do atleta e diminuir taxas de lesão.
  • Progressões lineares.
  • Programação de treino.
  • Coordenar o treino de força com o treino técnico.
  • Como ensinar, liderar e motivar no treino de força.

Mais informação