O que é que as mulheres me dizem sobre a musculação

O que é que as mulheres me dizem sobre a musculação?

  • “Não quero ficar muito musculosa.”
  • “Não quero aumentar o peso porque depois fico como aquelas culturistas que aparecem na TV.”
  • “Só quero trabalhar as ancas e as pernas, pois já sou muito larga nas costas.”
  • “Vou deixar a musculação, estou a aumentar de peso corporal.”
  • “Não quero trabalhar os músculos peitorais, porque já tenho o peito grande.”
  • “Só vou treinar uma vez por semana porque senão os músculos crescem muito.”
  • “Tenho medo da musculação, porque houve uma colega minha que fez durante muito tempo, e depois quando deixou, engordou imenso.”
  • Uma pessoa toda flácida: “Só quero manter, só para manutenção! Nada de muito peso.”
  • Durante um exercício: “Está leve.” Respondo eu: “Então vamos aumentar o peso.” Responde ela: “Não! Não! Senão, fico muito musculosa.”
  • “Não quero trabalhar os gémeos (músculos da parte posterior das pernas), porque já estão muito grandes. Só quero perder aqui (apontando para as ancas) o resto está bem.”
  • Uma senhora após quase um ano de musculação, com um aspecto marcadamente melhor disse-me: “Estou a sentir-me muito bem, subo escadas rapidamente e já não me canso tanto, já não me custa nada fazer as tarefas diárias, já voltei a vestir certas saias, mas o meu peso está a aumentar muito (1Kg), vou ter de baixar os pesos ou começar a fazer mais aulas de aeróbica.”
  • “Comprei aquela cinta da TV para perder gordura, Aquilo aquece!!!” E respondo eu: “Também no Brasil, e os gordos continuam gordos apesar de 6 horas deitados ao Sol.”

Exercícios eficazes

Há de facto exercícios com maior impacto sobre o corpo humano. Exercícios mais eficazes, digamos. Há até alguns que sem sabermos porquê, parecem mexer com o corpo todo. Há movimentos que têm um efeito sistémico, que nos deixam “arrasados” após a sua realização e nos deixam com a percepção de não saber que grupos musculares trabalham ou que efeitos locais sentimos. Quanto mais massa muscular envolvida tem um exercício, maior o seu impacto.

Tudo proibído, tudo autorizado

Os anos 90 foram uma época meticulosa para o fitness. Proibiu-se todo o tipo de movimentos devido aos danos que podiam causar e… O sedentarismo continuou como a causa de morte número um em todo o mundo. Felizmente agora vivemos um período em que tudo se aceita. Tudo? Com um ligeiro detalhe: – Terá de ter um rótulo bonito! Voltamos neste século a poder “fazer abdominais” elevando todo o tronco a partir do solo, fazer agachamentos com barra e… Até peso morto!