É possível uma equipa à Mourinho no seu ginásio?

Mourinho4
Image via Wikipedia

“A melhor maneira de tu motivares os outros és os outros perceberem a tua própria motivação. É eles perceberem que tu estás motivado todos os dias, que trabalhas com alegria, com dedicação, com motivação, que dás o máximo. É eles verem que, mesmo nos momentos mais difíceis e mais complicados, tu apresentas ainda mais vontade, mais níveis de motivação e de confiança. (…) O líder tem de ter uma força psicológica grande, porque os que são liderados alimentam-se da motivação, dos princípios e dos valores do líder.”

Olhando para esta afirmação de Mourinho à revista Visão, percebe-se que a chave deste treinador de sucesso para atingir o factor tão desejado “motivação” da sua equipa, parte do seu próprio exemplo, a sua própria motivação é o motor, e isso é transmitido à sua equipa. Permite-nos reflectir também, a importância, neste estilo de liderança, sobre o papel activo, influente, interventivo que o treinador assume no desempenho da sua equipa.

Enquanto director, coordenador de um ginásio, sente que o seu comprometimento, empenho e motivação são contagiados à sua equipa? Como gere as suas flutuações de empenho, ao longo da semana? Será que existem necessidades em diferentes grupos de trabalho? De que forma as gere no seu dia-a-dia? Na sua equipa os papéis dos seus elementos estão bem definidos, todos sabem o que fazer?

Estes são os desafios que Mourinho, e qualquer líder com responsabilidades sobre uma equipa, seja líder de uma equipa de colaboradores, líder de uma sala de cardio-musculação, líder de aulas de grupo, enfrentam. Desafios que foram percepcionados, durante muito tempo, como “pormenores” mas que estes exemplos mediáticos de sucesso (como a figura de Mourinho), acabam por demonstrar que é o trabalho nestes “pormenores” (o treino de competências individuais e de equipa como a comunicação, capacidade de gestão de conflitos, o trabalho em equipa) que distinguem bons desempenhos de desempenhos excelentes.  

Num contexto actual, onde a palavra crise é emergente, (o poderoso Real Madrid de Mourinho, nega a compra de um 9 a Mourinho), o importante, citando o próprio, em declarações ao diário Marca, é: “… dedicar-me ao que tenho de me dedicar.”; Aproveitando esta afirmação, o principal desafio é aproveitar os recursos e competências de cada elemento da equipa, olhar para dentro, para os “pormenores”, conhecer os seus pontos fortes, os da sua equipa, e OPTIMIZÁ-LOS. Bem como, IDENTIFICAR OS PONTOS MAIS FRACOS, TOMAR CONSCIÊNCIA da sua existência e implicações de forma a INICIAR ACÇÕES no sentido da melhoria desses elementos mais fracos.

Catarina Barriga Negra

Cristina Oliveira

Curso de coaching com Joaquín Dosil

A Força do Coaching: – será que as pessoas podem mudar? INSCREVA-SE!

segunda-feira, 17.05.2010

Hotel Tryp Porto Expo, Leça da Palmeira

A essência do coaching consistiria em libertar o potencial de uma pessoa para aumentar ao máximo o seu desempenho, ajudando-a a aprender em vez de ensinar. John Whitmore

Curso: A força do Coaching

Conseguimos por razões extraordinárias a oportunidade de ter connosco uma pessoa que alia a sua formação académica na área do comportamento humano à uma experiência no terreno na mudança de comportamentos. Não é fácil ter um orador que consiga uma boa ponte entre o ideal e o real, entre a teoria e a prática. O consagrado Prof. Joaquín Dosil irá ministrar um curso de coaching diferente de tudo aquilo a que estamos habituados. Na sua prática, os resultados são muito importantes. Na nossa prática, o que queremos é mudar para melhor. Queremos também… Sucesso! Assim, temos a pessoa ideal para nos ajudar nesse sentido. Não percam esta oportunidade!

OBJECTIVO

No final do curso os participantes terão à sua disposição ferramentas de coaching para aplicarem no seu trabalho profissional diário: liderar pessoas.

A QUEM SE DESTINA:

Directores, gerentes, treinadores, líderes e qualquer profissional que tenha pessoas a seu cargo.

CONTEÚDOS

  1. Sou um bom chefe?
  2. O desafio do executivo: mudar atitudes
  3. Motivar os meus funcionários
  4. Comunicação eficaz: discurso 100%
  5. Vai ser sempre um trabalhador conflituoso?
  6. Posso ter facilmente uma atitude positiva?
  7. Problema: obstáculo ou desafio?
  8. Incluindo o coaching no meu dia-a-dia

INFORMAÇÃO

  • Data: 17 de Maio de 2010
  • Duração: 8 horas
  • Horário: das 9 às 13 e das 15 às 19
  • Preço: 200 euros
  • Lugares limitados
  • Local: Hotel Tryp Porto Expo, Leça da Palmeira (junto à Exponor)

CONTACTO e INSCRIÇÕES

Paulo Sena

paulo.sena@qcoach.es

Telemóvel: 933310429 ou 919398330

http://www.qcoach.es

O NOSSO CONVIDADO

Joaquín DosilJOAQUÍN DOSIL

Doutorado em Psicologia.

Professor na Universidade de Vigo.

Presidente da Sociedad Iberoamericana de Psicologia do Desporto, com mais de 25 países membros.

É coach de políticos, executivos e empresários. Considerado por muitos como um dos melhores especialistas mundiais no coaching dirigido a melhorar as pessoas (desenvolvimento profissional e pessoal). No coaching desportivo trabalha com treinadores profissionais de futebol, como Miguel Ángel Lotina (Deportivo de La Coruña) e com pilotos de Fórmula 1 ou Motogp, destacando-se o seu trabalho com Jorge Lorenzo (2 vezes campeão mundial de 250cc).

Autor de 17 livros sobre psicologia desportiva, entre eles “Psicología de la actividad física y del deporte” da McGraw-Hill, importante referência nos países de Língua Espanhola e “The Sport Psychologist´s Handbook” da Willey, actualmente manual em todo o mundo do coaching desportivo. Tem sido convidado para falar em várias conferências e congressos internacionais de coaching e psicologia do desporto em mais de 16 países.

INSCREVA-SE!